ALUNO DISCÍPULO OU ALUNO CLIENTE?

Já falei aqui no BLOG sobre vários erros cometidos pelas academias e também dei várias dicas de como soluciona-los para se ter uma academia de sucesso, escrevi um e-book sobre isso, se você ainda não tem pode baixa-lo AQUI depois devido a pedidos e por achar que poderia ir além e de fato transformar o jiu jitsu que entregamos a nossos alunos em algo melhor, organizei o primeiro curso de GESTAO DE ACADEMIAS DE JIU JITSU, foi um sucesso, recebi 40 profissionais durante 4 horas em um hotel aqui em São Paulo onde pude de forma mais clara e explicativa mostrar os caminhos que transformaram minha academia em um verdadeiro negócio e mais ainda mostrar a todos como isso é de fato possível e até simples de ser feito.
Um dos pontos que abordo no curso e que embora pareça uma simples pergunta faz toda a diferença no negócio é: Seu aluno é um cliente ou seu discípulo? você esta preocupado em faze-lo seguir o que você diz e esse para você é o bom aluno ou você esta preocupado em prestar a esse aluno o melhor serviço possível? entendendo que isso passa claro pela melhor aula que você puder dar mas também esta ligado ao comprometimento com o horário, limpeza do tatame e dos vestiários, forma de se comunicar entre vários outros aspectos?

E você como aluno, como é seu professor? sua academia ainda é do tipo onde treinam todas as faixas juntas?  que promove o famoso “corredor polonês” na hora da mudança de faixa? que o menos graduado deve pagar flexões de braço por tudo que fizer de errado?

Eu definitivamente não acredito mais nesse modelo (sim minha academia no passado já fez tudo isso) e a chance de sua academia ir para frente como negócio é zero!

Entendo que a academia e o professor devam ser os primeiros a dar o exemplo no quesito respeito, nosso aluno esta lá para aprender jiu jitsu se tornar uma pessoa melhor através das diversas ferramentas que oferecemos e isso com certeza passa longe da humilhação ou qualquer tipo de falta de respeito que possa ocorrer.

O Jiu jitsu nasceu sendo a luta para o mais fraco vencer o mais forte e isso não deve nunca ser esquecido, para se entregar essa auto confiança a nosso aluno para que ele se sinta preparado para se defender precisamos faze-lo sempre através do respeito e amizade.

Se você se propuser a fazer essa mudança (caso você se enquadre)  tenho certeza que sua academia será um lugar muito melhor de ser frequentado os alunos serão mais felizes e consequentemente a qualidade de seu ensino será muito superior.

Vamos juntos elevar o jiu jitsu a um patamar que todos nos orgulhemos, e isso começa dentro de nossa academia, seja você um professor ou um praticante!

 

abraço e até a próxima

 

Fabio Gurgel

 

7 opiniões sobre “ALUNO DISCÍPULO OU ALUNO CLIENTE?

  • 21 de agosto de 2017 em 12:11
    Permalink

    Muito pertinente Sensei Professor Fábio Gurgel esse conceito!
    Assim é a Academia Allience JJ Brasília.
    Todo o corpo docente preocupada com a evolução de cada aluno. Todos os Senseis Professores são verdadeiros exemplos de tenacidade, ética e trabalho.
    Sou praticante, aluno e discípulo e o Jiu-jitsu tem me ajudado em todas as áreas da minha vida!

    Resposta
  • 21 de agosto de 2017 em 12:17
    Permalink

    Fábio eu como profissional de educação física e professor de Jiu jitsu compactuo com seu posicionamento em relação a maneira de tratarmos os clientes e a atual que é imposta desde os primórdios do bjj é totalmente equivocada.
    Tive a oportunidade de visitar a Alliance São Paulo vila olímpia onde pude treinar e mesmo te conhecer, lá mesmo foi uma confirmação do que penso ser empreender no Jiu jitsu porém passando não só a arte suave como a maneira das relações humanas da própria vida cotidiana sendo este um grande diferencial. A
    Aprendi na academia da UFRN na educação física que nem só de resultados estéticos ou mesmo de performance devemos viver no esporte e sim de uma forma de intergração e sociabilização além da saúde espiritual dando assim ao praticante uma melhor adesão ao plano de treinamento adquirido fazendo-o contente e disposto a trazer os seus familiares e amigos ao ambiente da sua pratica esportiva isso sim é a verdadeira educação física que não é pautada apenas no rendimento de atletas.
    Parabéns pelo trabalho amigo.

    Resposta
  • 22 de agosto de 2017 em 11:13
    Permalink

    Eu Treino Jiujitsu a mais de 15 anos e já passei por academias no Brasil e no exterior, sou empresário e concordo plenamente com as palavras do Professor Fábio Gurgel.
    As academias que mais crescem nos Estados Unidos e no Brasil são aquelas que tem uma visão de negócio, respeito e amizade.

    Parabéns pelo texto!!!

    Resposta
  • 21 de outubro de 2017 em 07:06
    Permalink

    Show aqui em Belém do pará estou tentando trabalhar com esse modelo de escola de Jiu jitsu ,mais estou tendo muita dificuldade devido o que os professores aqui transformaram o Jiu jitsu melhor dizendo como eles reduziram hoje aqui na região o Jiu jitsu e só rola e competições aí pra fazer outras informações dentro do Jiu jitsu encontro dificuldade mais sei que estou no caminho certo obrigado pelos conselhos e orientação .

    Resposta
  • 7 de novembro de 2017 em 19:29
    Permalink

    oss sou seu fan desde muito tempo obrigado pelos email

    Resposta
  • 7 de novembro de 2017 em 19:31
    Permalink

    sou seu fan desde muito tempo obeigado pelos emails

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.