LISTA DE FAIXAS PRETAS FORMADOS POR FABIO GURGEL

A faixa preta é provavelmente o sonho de todo praticante de arte marcial, desde quando ele entra em uma escola até quando ele entende que o o sonho não é o objetivo e sim a consequência de se tornar melhor todos os dias, de trabalhar duro e de perseverar , abaixo apresento uma lista que tenho muito orgulho de ter conduzido até esse estágio, muitos não estão mais em meu convívio diário como antigamente mas espero com essa homenagem contar a todos o quão importante eles são na minha história e na minha vida.

São 28 anos ensinando Jiu Jitsu e construindo (até esse momento) esse seleto grupo de 109 faixas pretas, muitos ensinam jiu jitsu e já graduaram tantos outros o que faz com que a arvore abaixo de mim seja ainda maior e com muito mais frutos.

Seguirei na minha missão de espalhar o Jiu Jitsu com a maior qualidade que puder para todos e tentar elevar ao máximo nossa arte.

Muito obrigado aos meus queridos alunos espero que essa mensagem de fazer o bem nunca morra!

#1 Ricardo “Franjinha”Miller
#2 Leandro Borgo
#3 Pedro “Jaca”Andrade
#4 Leo Negão
#5 Demian Maia
#6 EduardoTelles
#7 Paulo “Chimpa” Sguizzardi
#8 Marcelo Garcia
#9 Cassio Cardosi
#10 Pierre Chofard
#11 Alex Monsalve
#12 Andre Gailey
#13 Orlando Andrade
#14 Rodrigo Petroni
#15 Eduardo Miranda
#16 Cezar Takeyoshi
#17 Ricardo Delneri
#18 Fernando “Soluço” Di Pierro
#19 Gustavo Francês
#20 Fabbio Passos
#21 Eduardo Bordim
#22 Fabio Romão
#23 Tarsis Humphreys
#24 Daniel Amabile
#25 Joao Mansur
#26 Michael Langhi
#27 Beto Garcia
#28 Antonio “Batista” Peinado
#29 Tati Tognini Garcia
#30 Geraldo Azevedo
#31 Felipe Pacces
#32 Roberta Parisi
#33 Tiago Rocha
#34 Leo Nogueira
#35 Sergio Santos
#36 Rodrigo Funaro
#37 Henrique Resende
#38 Tommy Malmberg
#39 Davi Damapoulos
#40 Gabi Garcia
#41 Henry Navorra
#42 Eduardo Moura
#43 Ricardo Lewandowski
#44 Gustavo junqueira
#45 Gabriel Goulart
#46 Dimitrius Souza
#47 Helio Costa
#48 Fabio “Bolivia” Suzuki
#49 Daniel “Cabelinho”Nogueira
#50 Juha Järvinen
#51 Terho Virrankoski
#52 Mikko Rouvali
#53 Ricardo “Aritana” Miranda
#54 Filipe Sagat
#55 Ribamar Santiago
#56 Henry Khouri
#57 Juuso Harma
#58 Ricardo Mesquita
#59 Andresa Correa
#60 Juan Kamezawa
#61 Thomas lisboa
#62 Jose Junior
#63 Leo de Nigris
#64 Kiko Alem
#65 Jean Louis Bouquerel
#66 Alexandre Maron
#67 Marcelo Mora
#68 Greger Forsell
#69 Petri Kolehmainen
#70 Fabio Caloi
#71 Carlos Santos
#72 Teo Viitala
#73 Ulf Ehlert
#74 Gustavo Bonelli
#75 Luciano Tavares
#76 Fernando Kurayama
#77 Wolney Atalla
#78 Olavo Torrano
#79 Hannu Karjalainen
#80 Matias Simonelli
#81 Teemu Toroi
#82 Luiz Nunes
#83 Edson Costa
#84 Helio Laniado
#85 Cristian Fogaccia
#86 Tarean Humphreys
#87 Walter Buse
#88 Edson Oliveira
#89 Fernando Reis
#90 Zé Aranha
#91 Caio Rigante
#92 Ricardo Caloi
#93 Felipe Nacib
#94 Oscar Eklöf
#95 Magda Maron
#96 Eduard Lisboa
#97 Marcelo Ferreira
#98 Isaque Bahiense
#99 Ali Monfaradi
#100 Pablo Mesples
#101 Flavio Junqueira
#102 Renata Marinho
#103 Mateus Lasco
#104 Janne Laine
#105 Ricardo Bezerra
#106 Raphael Castro
#107 Thomas Conde
#108 Hoannes Nacib
#109 Fernando Almeida

10 COISAS QUE VOCÊ ESTA ERRANDO NA SUA ROTINA NA ACADEMIA

 

 

Pessoal tudo bem?

 

To aqui para mais uma dica de gestão para vocês queria fazer dessa vez 10 perguntas que talvez possam estar fazendo seu negócio não ir pra frente.

 

A gente dividiu em 3 diferentes blocos primeiro estrutura técnica que é o seu produto de jiu jitsu em si e como você vende o jiu jitsu para seu aluno.

 

Depois é a estrutura financeira como você cuida do dinheiro da academia.

 

E por fim o marketing como você atrai novos clientes para sua academia.

 

A primeira pergunta que eu quero fazer para vocês na parte técnica é se você tem metodo de ensino?

 

Ou você simplesmente vai na academia pensando na posiçao que vai dar hoje pro seu aluno aleatoriamente?

 

o que te forçaa sempre fazer a posiçao que você gosta de fazer ou que os seus professores que dão aula na sua academia gostam de fazer e não o que o aluno deveria estar aprendendo.

 

Segunda pergunta, você sabe montar um quadro de horário eficiente e campeão pra sua academia?

 

Que ofereça diversos horários para diversos níveis de turma?

 

Como é que você monta o seu quadro de horários é aquele tradicional horário das 7:30 da noite horário principal dos graduados? se for esse sinto te informar que você esta bem equivocado não é essa forma de fazer.

 

Terceira pergunta da estrutura técnica, você sabe qual é a capacidade máxima de alunos que a sua academia comporta?

 

E se você tem uma ideia como é que você chegou nesse numero? esse é um dado também muito importante pois esse dado vai estar ligado na precificação da sua mensalidade então a estrutura técnica obviamente ela esta ligada na estrutura financeira.

 

E para falar da estrutura financeira eu tenho mais 3 perguntas para você primeira, você sabe me responder qual é a taxa de conversão da sua academia?

 

Quantos alunos você consegue levar para sua academia para conhecer o seu espaço conhecer o jiu jitsu e quantos desses que foram lá efetivamente se matricularam?

 

Essa é uma das informações mais importantes e esta linkada com todo o diagrama que a gente vai montar aqui para te ajudar na questão da gestão da sua academia então se você não tem essa informação ainda ja pode começar a contar.

 

Seu ticket médio é maior que a sua mensalidade?

 

Como é que a gente calcula o ticket médio?

Todo o dinheiro que entrou na academia dividido pelo numero de alunos, esse é seu ticket médio, se esse numero for menor que a sua mensalidade isso quer dizer obviamente que tem gente que esta treinando e não esta pagando.

 

Se esse numero for maior é porque vocé esta com diferentes produtos para vender para seus alunos.

 

Terceira pergunta do quesito financeiro é:  você sabe de fato qual é a margem de lucro do seu negócio?

 

Você sabe quanto tem que sobrar no final do mês?

 

Para que você possa programar a sua academia, para que você possa fazer novos investimentos, que você possa melhorar o seu serviço, você sabe qual é a conta que tem que se fazer nisso?

 

A quarta pergunta, você se paga salario?

 

Ou você é só o dono da academia que chega no final do mês e raspa tacho? pega o dinheiro todo que está lá?

 

Então outra coisa importantissima na questão da gestão, você tem salario? Eu tenho.

 

Ultimas 3 perguntas relacionadas ao marketing.

 

Você tem um website que seja responsivo e captador de leads?

 

Vou explicar, o que é um site responsivo? é um site que se adapta a diferentes plataformas, se eu acesso meu site do meu celular ele vem para mim no formato mobile se eu acesso ele em um tablet ele vem em um formato de tablet se eu estou no meu desktop ele vem no formato do desktop ele se adapta dependendo do aparelho que esta acessando seu site.

 

Isso é muito importante porque a gente sabe que hoje 70% dos acessos são feitos via mobile.

 

Outra pergunta é se você publica nas suas redes sociais para os seus seguidores na intenção de ganhar novos alunos, é esse é o seu marketing? por que se for também não e a forma correta de fazer.

 

O cara que já te segue já te conhece se ele não esta treinando na sua academia é por outro motivo então você publicar coisas no facebook com a intenção de ou no instagran ou em qualquer rede social que seja com a intenção de captar novos alunos exige uma estratégia um pouco diferente não é você publicar para os seus seguidores.

 

A ultima pergunta do marketing é se você tem a sua própria base de leads?

 

Se você tem um banco de dados de e-mails de pessoas que são potenciais alunos.

 

Se você consegue captar isso de algum lugar ou através de seu site ou através de um blog ou lista de ex aluno você tem a preocupação de criar a sua base de e-mails?

 

Então são 10 perguntinhas que talvez estejam atravancando o seu crescimento, o crescimento da sua academia como um negócio de fato.

 

Eu vou responder todas as perguntas para vocês gratuitamente no meu workshop que começa dia 5 e vai até dia 12 de Dezembro.

 

Clique aqui para se inscrever no WORKSHOP GRATUITO

 

Vou responder todas essas perguntas e muitas outras com a intenção de fazer com que a sua academia cresça como  negócio, que melhore  o serviço do jiu jitsu que você presta para a sua comunidade e seja sempre melhor, vem comigo nessa, na era da profissionalização verdadeira do jiu jitsu.

 

 

WORKSHOP DE GESTÃO GRATUITO

 

Fala pessoal tudo bem?

 

Aqui é o Fábio Gurgel, líder da Alliance, e tenho convite especial para você.

 

Quero convidá-lo para participar do Primeiro Workshop de Gestão de Academias de Jiu Jitsu.

 

É um evento totalmente inédito e gratuito, para mudarmos juntos a forma como o jiu jitsu está sendo ensinado e aplicado. 

 

Antes de te contar todos os detalhes sobre esse evento único, quero contar para vocês a história que mudou minha academia completamente – e pode mudar a sua!

 

Obviamente, tem vários fatores que transformaram o meu negócio ao longo do tempo. Mas tem um que foi sem dúvida alguma o mais marcante.

 

No inicio dos anos 2000, eu estava em uma das minhas viagens de seminários…

 

Na época, foi como o jiu jitsu se espalhou pelo mundo. Uma “pós-era UFC”, em que a gente estava ali colhendo os frutos da eficiência do jiu jitsu para o mundo.

 

Eu estava em um seminário na Alemanha, mais precisamente na cidade de Frankfurt, e encontrei um aluno que estava fazendo outro seminário…

 

Ele já tinha por volta de seus 50 anos, faixa branca, um cara muito simpático. A gente estava conversando e ele começou a me relatar quão difícil o jiu jitsu era pra ele, que ele achava o treinamento muito duro, muito intenso.

 

Ele vinha de uma outra arte marcial, que era muito mais tranquila.

 

Ele me contou que fazia Wing Chun, uma espécie de Kung Fu.

 

Conversando um pouco mais, ele querendo entender como funcionava o jiu jitsu e a Alliance, ele me perguntou se eu tinha ideia de quantos alunos de Wing Chun o mestre dele tinha na Alemanha…

 

Eu não fazia nem ideia!

 

Curioso que sou, perguntei: quantos?

 

E ele me deu a resposta: 50 mil alunos.

 

Isso mesmo, 50 MIL ALUNOS (!)

 

Nessa época a Alliance inteira devia ter uns 1.000 alunos.

 

Era uma desproporção gigante. Na minha cabeça, fiquei pensando como uma arte marcial como o jiu jitsu, comprovadamente a mais eficiente, pode ter tão pouco aluno?

 

Como pode despertar o interesse de tão pouca gente?

 

Fiquei curioso e pedi para assistir uma aula de Wing Chun…

 

Fui na academia assistir à aula e nada me surpreendeu em termos de arte marcial. Não tinha significância em termos de fitness também…

 

Não era nada atrativo, mas ele tinha uma coisa que a gente não tinha…

 

ELE TINHA UM MÉTODO DE ENSINO.

 

O aluno dele sabia exatamente aonde estava e pra onde tinha que ir em pequenos espaços de tempo…

 

O aluno dele estava sempre ganhando algum novo benefício e se graduando dentro daquele método…

 

E todos os alunos estavam envolvidos o tempo inteiro com aquilo.

 

Depois de assistir aquilo fiquei pensando: como assim?

 

O jiu jitsu não é para todo mundo. De fato nosso jiu jitsu não era para todo mundo.

 

O jiu jitsu na década de 90 era um jiu jitsu extremamente duro, totalmente voltado para a competição na academia.

 

Os treinamentos eram cada vez mais extenuantes, e aquilo foi espremendo o número de alunos do jiu jitsu, que foi encolhendo.

 

A gente tinha o programa de aulas da academia Gracie, que era um programa de aulas particulares de defesa pessoal… Eu tinha feito esse programa na minha academia quando comecei na década de 80, mas isso não se aplicava ao grupo…

 

Então eu misturei:

 

(i) um pouco do programa que eu conhecia da academia Gracie;

(ii) um pouco de como eu tinha aprendido o jiu jitsu;

(iii) um pouco de como o jiu jitsu tinha evoluído para o que a gente tinha até aquela época de competição e evolução técnica.

 

Baseado nisso, comecei a escrever meu programa de aulas.

 

E essa foi a grande mudança. A grande virada da minha academia.

 

Eu comecei a entender que eu não podia misturar um faixa branca com um aluno de competição, que eles tinham propósitos totalmente diferentes…

 

Que eles tinham experiências totalmente diferentes…

 

Tinham entendimento da técnica totalmente diferente…

 

Então, fazer o método me tomou obviamente bastante tempo e muito trabalho, mas foi ao mesmo tempo muito prazeroso.

 

Eu pude revisar todo meu início.

 

Foi a grande mudança da minha academia

 

Isso me forçou a separar os níveis de turma.

 

Isso me forçou a atender o meu aluno de uma forma muito melhor. 

 

Como você trata o seu aluno? Como você trata o seu parceiro de treino?

 

Então, baseado nessa história do Wing Chun, eu mudei a minha academia.

 

Mudei completamente o meu negócio e comecei a descobrir outras tantas coisas que são tão importantes para se ter uma academia de sucesso. 

 

É isso que eu quero dividir com você e com toda a comunidade do jiu jitsu.

 

Eu já venho fazendo isso, mas acho que esse worshop online, gratuito, é a melhor forma termos um alcance muito maior. 

 

Para que a gente se una em um movimento de profissionalização real das academias de jiu jitsu. 

 

Independentemente da bandeira que você defenda. Independente da sua graduação… Da sua trajetória.

 

O seu maior concorrente não é aquela academia que está a duas quadras da sua.

 

O seu maior concorrente é o cara que ensinou o jiu jitsu mal feito e entrega para o aluno uma má experiência!

 

Se a gente melhorar o jiu jitsu como um todo, todos nós vamos ganhar.

 

E é nisso que eu quero ajudar você.

 

A fazer que tenha na sua academia o mesmo sucesso que eu tenho na minha.

 

E eu vou compartilhar com vocês TUDO que eu aprendi.

 

Então, fica o convite.

 

A primeira aula do Workshop vai ser dia 05 de dezembro.

 

Totalmente inédita. Totalmente online. Totalmente gratuita.

 

Então, compartilhe esse convite com todo mundo que você conhece do jiu jitsu.

 

Vamos elevar o nível de todas as nossas academias. 

 

Vamos entregar para a sociedade um produto muito melhor. 

 

>> Clique para se inscrever aqui. 

 

Compartilhe com seus amigos do jiu jitsu.

 

Vamos transformar o jiu jitsu em uma coisa muito maior do que ele é hoje.

 

Nos vemos no dia 5 de Dezembro.

NOVO CANAL DO YOUTUBE

Uma nova fase do canal onde vamos discutir os rumos do Jiu Jitsu como negócio, dar dicas de gestão de academias, falar sobre temas polêmicos e que podem estar travado a evolução de nosso esporte e muito mais, se inscreva participe mandando sugestões e mensagens e vamos juntos continuar fazendo nossa arte crescer, te vejo lá!

SABER GERIR OU SER CAMPEÃO?

Você que me acompanha por aqui ou nas minhas redes sociais tem percebido que estou compartilhando esse assunto de gestão de academias de Jiu Jitsu com vocês já a algum tempo, e por que faço isso? Porque entendo que dividir o que aprendi esta na minha essência de professor é assim que melhorei meus alunos no Jiu jitsu ao longo dos anos sempre mostrando tudo que sei sem segredo, isso só me tornou melhor pois tive que desenvolver outras áreas outras técnicas, esse mesmo conceito se aplica agora em como gerir uma academia da forma correta, vou continuar me esforçando para engrandecer o Jiu Jitsu como um todo para que tenhamos um impacto muito mais positivo na sociedade, compartilhar com vocês meus erros e acertos me faz melhor e espero sinceramente que melhore a academia de vocês e nossa arte como um todo.

Nesse trecho de meu curso  que será lançado online nas proximas semanas falo sobre a importância da gestão e sobre o mito de que ser campeão mundial é a chave do sucesso.

 

A gente tem que espalhar esse conhecimento e eu acho que eu tenho uma condição hoje dentro do cenário do Jiu Jitsu que me propicia a fazer isso então por isso a iniciativa de fazer esse curso e dividir com vocês o que mudou a minha academia, o que mudou a minha condição, eu já estive exatamente onde vocês estão com os mesmos problemas então eu sou o exemplo que é possível, vocês podem falar ah mas você é o Fabio, você ganhou isso e aquilo, posso te garantir que não tem nenhuma relação dei o exemplo aqui de pessoas que são bem sucedidas com o jiu jitsu tem um monte de alunos e nao tem nenhum titulo e te dou uma mão cheia de títulos que nao tem sucesso nenhum, logo é claro que quando você consegue juntar as duas coisas é otimo mas se tiver que escolher o negócio é muito mais importante que o titulo, saber fazer é muito mais importante que ser campeão.

Espero que goste, não esqueça de se inscrever em nosso canal do youtube para mais videos como esse.

abraço

Fabio Gurgel