COMO VOCÊ RESOLVE SEUS PROBLEMAS?

Se tem uma coisa que todo ser humano enfrenta são problemas, eles acontecem em todas as idades e o tempo todo, algumas pessoas lidam bem com eles e outras não e isso faz uma enorme diferença em como se leva a vida e o quanto sucesso vamos ter além é claro do quanto vamos nos divertir nesse breve momento de nossa existência.
Que tipo de pessoa é você? você lida bem com as adversidades? você reage imediatamente sem pensar muito quando algo te incomoda? (é o que chamamos de agir pelo instinto), prefere varrer para baixo do tapete e fingir que não é com você ? ou deixar pra depois? Você fica muito ansioso ou nervoso quando encontra um problema a frente? e com relação ao desgaste emocional, isso acontece com você?
Se você se identificou com qualquer uma das opções acima tenho uma boa noticia, o jiu jitsu pode te ajudar e muito, um dos maiores benefícios que o jiu jitsu traz é justamente te ensinar a raciocinar quando tudo parece estar dando errado, manter a calma e entender o processo técnico para sair de determinada situação vai fortalecendo sua mente para enfrentar os problemas que aparecem na luta com muito mais naturalidade e confiança, de tanto fazermos isso durante os treinamentos nossa mente passa a trabalhar dessa forma para as adversidades extra tatame nos dando a mesma calma tão necessária para avaliar as possibilidades e optar pela saída mais eficiente.
Dizem que os enxadristas são grandes solucionadores de problemas e de fato são, porém eles não tem ideia de como isso se potencializa quando a disputa física entra em jogo, os instintos estão aflorados e controla-los é uma condição vital para o sucesso.
No jogo do jiu jitsu costumamos dizer que ou você ganha ou você aprende, não existe derrota. Dessa forma os problemas criados por nossos adversários viram nada mais que uma oportunidade para a evolução pessoal e se tornam bem vindos pois a cada obstáculo descobrimos uma nova maneira de seguir em frente.
Na primeira aula de jiu jitsu você vai entender porque o instinto deve ser evitado a todo custo e como a técnica deve sempre estar em seu pensamento no lugar da emoção, essa é a receita para lidarmos com os problemas de forma positiva e eficiente, utilizando -os para nossa evolução e aprendizado.
É o que fazemos todos os dias quando treinamos jiu jitsu!

ARBITRAGEM NO JIU JITSU, SERÁ QUE EXISTE SOLUÇÃO?

Os campeonatos de jiu jitsu principalmente os organizados pela IBJJF/CBJJ tem tido uma evolução constante na ultima década e conseguiram chegar a um patamar onde são quase uma unanimidade entre os atletas e professores, a qualidade dos eventos e o respeito as regras permitiram que os atletas voltassem a ser as grande estrelas dos eventos.

Porém existe um ponto que parece sem solução, por mais que se esforcem os avanços no quesito arbitragem são muito pequenos, tenho certeza pelo que acompanho do trabalho dentro da IBJJF que a preocupação com esse quesito é grande e constante, porém não tem surtido o efeito desejado. por que isso acontece? primeiro gostaria de ressaltar que não estou dizendo que o corpo de arbitragem não evoluiu pois sou do tempo que por muitas vezes existia o protecionismo por parte do arbitro se um determinado lutador fosse da mesma academia que ele, isso é inaceitável e hoje esse mal esta erradicado, acredito na honestidade dos árbitros, mas porque então que ainda temos insatisfação de 9 entre 10 professores e atletas? (novamente evoluímos aqui pois os atletas aprenderam a aceitar o resultado seja ele qual for e a se comportar como verdadeiros esportistas assim como os professores) No entanto os erros de arbitragem se multiplicam a cada campeonato decidindo lutas e frustando o sonho daqueles que trabalharam duro para chegar até ali.

Devemos entender que a regra do jiu jitsu e o dinamismo da luta que muda seu rumo a todo instante complicam muito essa missão no entanto o que me parece um fator determinante para o insucesso da arbitragem esta no entendimento do sentimento da luta, o atleta pode jogar com a regra debaixo do braço até ai nada a se fazer porém o arbitro deve conduzir a luta entendendo as intenções do lutador para evitar que ele “jogue na regra”, um exemplo clássico é quando um lutador esta em uma posição de ataque e o faz na intenção de sair do tatame para ganhar dois pontos, quem esta defendendo não esta errado de rolar pois seria a defesa, mas isso faz com que o atleta ao invés de realmente tentar pegar apenas role pra fora com o nítido objetivo de ganhar dois pontos,  o simples entendimento disso por parte do arbitro faria com que ele girasse a posição voltando o movimento de defesa para o centro da área de luta, isso muda toda a dinâmica mas os árbitros nunca fazem, se o atleta que esta em uma posição ruim porém sem golpe encaixado rola para fora do tatame propositalmente também sai no lucro porém o juiz ao invés de conduzir a luta para o meio prefere seguir a regra ao pé da letra e interferir na dinâmica da luta. A meu ver eles erram para o outro lado também, quando não existe perigo nenhum de os atletas sairem da área e a posição esta dominada eles param a luta e voltam no meio na mesma posição, quebrando novamente o ritmo da luta e favorecendo ao lutador que precisa descansar, vamos imaginar a seguinte situação que aconteceu agora no Brasileiro em Barueri, um atleta depois de uma intensa luta chega as costas de seu adversário e começa a atacar os dois estão a um metro da área de segurança, uma posição impossível do atleta que esta na defesa sair da área e em eminente perigo de finalização, o arbitro manda parar e voltar a luta para o meio da área quebrando o ritmo do combate e mexendo na essência de uma luta de jiu jitsu sem nenhuma necessidade.

A regra em minha opinião deve ser  mexida constantemente devido a evolução técnica dos lutadores e isso acontece mas infelizmente ela tem mudado mais para facilitar a vida dos árbitros do que para fazer com que a dinâmica do combate se mantenha inalterada, e isso é muito perigoso para nosso esporte.

Sou um critico da arbitragem para que nosso esporte melhore não tenho nada pessoal contra nenhum arbitro e acho que eles fazem um trabalho muito difícil mas no meu entender estão olhando a luta  sob uma ótica errada e sempre irei me posicionar contra tudo que achar que faz mal ao jiu jitsu.

um abraço

Fabio Gurgel

TREINAR SUA EQUIPE DE PROFESSORES E INSTRUTORES

turma do curso de modulo I da metologia Alliance

A realidade de muitas academias de jiu jitsu é a de apenas um professor que toma conta de todas as turmas, normalmente elege um aluno mais graduado para lhe ajudar e por vezes lhe substituir quando necessário, no entanto esse modelo precisa mudar caso você deseje crescer seu negócio, se você seguir as dicas anteriores onde falamos da metodologia que leva a uma divisão de níveis que consequentemente te força ao aumento da carga horária de aulas você rapidamente perceberá que a carga fica muito grande para um professor só e você vai precisar de ajuda. Como em qualquer área o material humano é sempre o mais importante e proporcionalmente difícil de se encontrar por isso é de vital importância que você dê uma atenção especial a esse capitulo, vou te dar algumas dicas que podem te ajudar.
Uma vez que você já definiu seu programa de aula esta na hora de selecionar quem vai te ajudar nas mesmas e eventualmente dar aulas sozinho dentro do programa que a academia estabeleceu, para isso é essencial que você divida com seus instrutores como você gostaria que fosse o comportamento deles e como gostaria que eles conduzissem as aulas, a melhor maneira para que isso seja natural é eles te ajudarem nas aulas até que entendam como você trabalha e possam fazer ao menos parecido, todo professor tem seu próprio estilo e quanto a isso não ha problema algum desde que os mesmos respeitem o programa do que o aluno precisa aprender ( o professor nunca pode fugir do programa estabelecido)
Uma outra coisa que acontece bastante é escolhermos o melhor aluno para essa função, tem alguns fatores que são favoráveis a isso pois normalmente esse aluno desperta uma certa admiração dos outros e consegue liderar a turma, no entanto quando pensamos em uma turma de iniciantes isso se inverte, o campeão (melhor aluno) tem a competição e a performance muito latentes dentro dele e assim que tem que ser, mas quando se fala em ensinar se fala sobre dividir conhecimento, cuidar do outro, ser solícito características raramente vistas em um campeão, logo minha sugestão é que você use o melhor aluno para a aula de avançados e procure um perfil diferenciado para a aula de iniciantes, alguém que se comunique bem que fale com calma e que seja apaixonado pelo jiu jitsu e pelo ensinar.
O mesmo se da com as crianças que necessitam de um perfil educador em primeiro lugar, alguém que goste de criança e entenda seus níveis de aprendizado de forma que a aula possa ser lúdica e ao mesmo tempo disciplinadora.
Você vai perceber que cada perfil de professor se adequa melhor a um tipo de aula e isso é uma tarefa super importante que você como administrador de seu negócio precisa estar atento.
Treine seus professores dentro de seu programa e se reúna periodicamente com todos para discutir os avanços e dificuldades de cada um, os alunos agradecerão seu cuidado com eles te retribuindo com frequência e academia cheia.

GUIA COMPLETO DE SUPLEMENTAÇAO PARA PRATICANTES DE JIU JITSU

Guia completo de suplementação no Jiu-jitsu

Quando se trata de suplementação existem os que preferem não tomar e aqueles que tomam muitos suplementos com expectativa de que estes farão grande diferença em sua performance.
Um treino de jiu-jitsu, por exemplo, pode levar o indivíduo a níveis exorbitantes de stress físico e cansaço mental que podem fazer necessária uma boa suplementação, não em quantidade mas em qualidade.
Embora a suplementação possa ser benéfica de diferentes maneiras, é importante enfatizar que o uso de suplementos não substitui uma alimentação adequada às suas necessidades. Além disso, é importante manter a saúde gastrointestinal, ter noites de sono com qualidade e saber que, acima de tudo, o corpo reage a mente e a resposta para a falta de performance muitas vezes está na cabeça.
Este guia foi desenvolvido para atenuar dúvidas sobre todas as categorias de suplementos utilizados atualmente para melhoria da qualidade de vida e performance.
As categorias são:
• Vitaminas e minerais: Qual sua função, quais podem apresentar maior deficiência, devemos ou não suplementar.
• Precursores hormonais: Qual sua função, quais as diferenças entre pré-hormonais e hormônios, quais realmente funcionam.
• Antioxidantes: Qual sua função, qual sua importância para saúde e performance, quais trazem melhor resultado, onde encontrá-los.
• Nootropicos: Melhoradores de função cerebral podem vir a calhar no treino de Jiu-jitsu, mas quais suas funções e como podemos usufruir de seus benefícios?
• Melhoradores de performance: Melhoram força, oxigenação dos tecidos e diminuem a fadiga. Creatina, Beta-Alanina, Arginina, L-Carnitina, Glutamina e BCAAs, o que estes suplementos podem fazer pelo seu treino.
• Suplementos proteicos: Whey Protein e suas variações, Albumina, Proteína da carne vermelha, Proteínas vegetais e Hipercaloricos. Prós e contras de cada tipo de suplemento proteico.
• Suplementos de Carboidratos: Para que e para quem podem ser bem vindos, quais os tipos mais acessíveis no mercado, qual a melhor maneira de utilizar.
• Termogênicos e queimadores de gordura: O que são, como funcionam e seus efeitos.
• Pré-treinos: Famosos por melhorar muito o desempenho até nos dias mais exaustivos, essa categoria é contraditória, veja por que.

Subscribe and have fun!