5 ALIMENTOS QUE VOCÊ NÃO DEVE COMER NUNCA

Pedi para minha nutricionista me indicar os alimentos que você não deveria comer nunca , pois são nocivos a nossa saúde e assim que recebi fiz questão de compartilhar com vocês. Sei que as vezes pode não ser fácil fazer uma mudança de hábito alimentar mas se cortarmos os venenos já daremos um passo enorme na direção de uma vida mais saudável.

Olha o que a Carol Yamin mandou pra gente.

Alimentos proibidos?

Se existisse um alimento que pudéssemos eliminar de nossas vidas e obter a saúde perfeita seria o cenário ideal, mas não existe formula mágica para o sucesso.
Porém há sim alguns alimentos que são de certa forma prejudiciais para a saúde e que devemos consumir com moderação e outros até eliminar de vez.

Embutidos
Embutidos

1. Embutidos e carnes Processadas.

As carnes processadas ( salame, presunto, bacon industrializado, salsicha, linguiça etc.) passam por longos processos de produção e são acrescidas de inúmeras substancias para que permaneçam conservadas por longos períodos de tempo, além de receberem grandes quantidades de sal e realçadores de sabor.
Estas substancias já foram classificadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como sendo carcinogênicas e promoverem o aumento da incidência de câncer e devem ser consumidas eventualmente ou nas porções seguras estipuladas (70g/dia para homens e 55g/dia para mulheres).
Concordo que aquele sanduiche de pão francês com mortadela não pode morrer, mas deixe que ele se transforme em uma experiência eventual com a família e amigos, assim seu corpo e mente agradecem.

2. Açúcar.
O açúcar tem aparecido como o grande vilão da nutrição. É o alimento que quando comemos libera o hormônio chamado insulina, que controla o metabolismo da glicose no sangue e quando está desregulado gera a doença conhecida como Diabetes.
Mas açúcar não é só aquele pó branco na mesa de café. O açúcar está em todos os alimentos ricos em carboidratos como pães, bolos, massas, bolachas, biscoitos etc. E todos estes alimentos podem influenciar nos níveis de insulina.
Por esse motivo é importante que o consumo destes alimentos seja balanceado, e devemos entender que somos muito diferentes uns dos outros, principalmente quando o assunto é metabolismo de carboidratos.
Quem nunca viu aquela pessoa “magra de ruim” que come tudo que vê na frente e não engorda, ou aquela pessoa que “respira fundo e já engorda”, ENTÃO… devemos nos conhecer bem, e buscar bons profissionais que nos instruam para que possamos entender nossa individualidade e viver EM PAZ COM OS CARBOIDRATOS.

3. Sal.
Provavelmente você já escutou que sal faz mal.
Na verdade o sódio é um nutriente necessário para a transmissão de impulsos nervosos e funcionamento das células. Por esse e outros motivos não deve ser excluído da alimentação diária, porém deve ser consumido moderadamente pois o excesso de sódio crônico contribui para o desenvolvimento de hipertensão.
Nosso consumo diário de sódio varia de 1500mg a 2000mg sendo que os alimentos como as carnes, ovos, peixes, aves, vegetais etc., já possuem sódio em sua composição. Por isso a quantidade adequada para consumo de Sódio pela ingestão de Sal por dia é 1000mg.
O sal de comum, refinado, é composto por Sódio 40% e Cloro 60% (Cloreto de Sódio) e não tem função nutricional nenhuma.
Já os sais mineralizados como o sal marinho, sal do himalaia, sal negro, sal cinza etc. são ricos em minerais (cerca de 80 tipos) com funções na a produção de neurotransmissores, enzimas e hormônios.
A quantidade de sódio presente em 1g (1 colher de café) nos sais mais conhecidos é:
– Sal refinado – 391mg
– Sal do Himalaia – 368mg
– Sal refinado iodado- 381mg
– Sal grosso nacional – 391mg
– 1 colher de sopa de Shoyu tradicional- 855mg
-1 colher de sopa de Shoyu light- 570 mg

4. Gorduras Hidrogenadas (Trans.)
Gorduras hidrogenadas passam pelo processo de hidrogenação pelas indústrias para dar textura e sabor aos alimentos, que ficam mais CROCANTES, mais SABOROSOS e mais VICIANTES.
Mas essas gorduras, ao contrários das outras como mono e poli-insaturadas, e até as demonizadas gorduras saturadas (que hoje já sabemos que podem ser muito saudáveis se consumidas corretamente, como a manteiga, a gordura do coco e a banha de porco), as gorduras hidrogenadas NÃO TEM ABSOLUTAMENTE NENHUMA FUNÇÃO NUTRICIONAL OU METABÓLICA.
O único caminho que estas gorduras tem no organismo é diretamente para o tecido adiposo (o famoso “pneuzinho”) e para as veias e artérias criando um processo chamado arteriosclerose que com o tempo se desenvolve para o quadro de ataque cardíaco, hipertensão e síndrome metabólica.

Hamburguer
Hamburguer

5. AÇÚCAR + SAL + GORDURA
Agora chegamos na grande questão!
Você conseguiria comer uma tigela de açúcar puro?
Ou uma colher cheia de sal?
E uma xícara de óleo?
Mas se misturar uma xícara de farinha (açúcar puro) com uma colher de sal, e uma xícara de óleo, obtém-se o mais delicioso PÃO. E quentinho com uma manteiguinha, fica impossível parar de comer.
Isso acontece porque a mistura de AÇUCAR+ GORDURA+ SAL gera uma reação química hiperestimulante no cérebro que bloqueia nossa noção de quando já estamos satisfeitos pelo fato de ativar nosso sistema de recompensa assim como acontecem com as drogas.
Por esse motivo somos VICIADOS em alguns tipos de alimentos, e TODOS tem a combinação destes três elementos.
-CHOCOLATE: gordura do cacau + açúcar + sal (sabor e conservante) + cafeína
-PIZZA: gordura do queijo + açúcar do trigo + sal do queijo
-PÃO: gordura (normalmente banha ou manteiga) + farinha branca + açúcar + sal refinado
-BOLACHA RECHEADA: açúcar da farinha branca + gordura hidrogenada e açúcar no recheio + sal (sabor e conservante).
OBS: O sal além de ser utilizado para conservar, é um realçador de sabor em preparações doces, por isso não pense que aquele bolo, bolacha, chocolate está livre de sal.

Conciliando a vida corrida com uma alimentação saudável

Nenhum alimento precisa ser demonizado, mas no dia-a-dia é importante fazer boas escolhas e deixar os alimentos “prejudiciais” a saúde para ocasiões especiais ou sociais.

com carinho

Carol Yamin

Leia tamben

Guia completo de suplementação

MAGRELO? VEJA O QUE VOCÊ TEM EM COMUM COM O HOMEM MAIS VALENTE QUE JÁ CONHECI?

Se você é magro, pequeno, sem força física, então você tem muito em comum com o homem mais valente que já conheci.

Fui criado no meio do jiu jitsu, esporte e estilo de vida que pratico e ensino ha mais de 35 anos, nesse universo de lutadores sejam eles profissionais ou apenas praticantes ( que são a esmagadora maioria) pude testemunhar diversos atos de bravura e valentia, muitas vezes relacionados a situações de luta e tantas outras situações cotidianas que me provavam a cada dia o bem que o jiu jitsu faz as pessoas, tornando-as mais seguras, tolerantes e concientes.

Toda essa cultura foi disseminada dentro do jiu jitsu por um homem, que nunca pesou mais do que 63kg, nunca foi atlético, tinha problemas de saúde e através do jiu jitsu se tornou o homem mais valente e o melhor lutador de seu tempo.

Helio Gracie não só foi o principal responsável pelo desenvolvimento do Jiu Jitsu brasileiro como deu a todos nós praticantes uma segurança de que através do jiu jitsu podíamos alcançar tudo que desejássemos.

Ensinar o Jiu Jitsu a todos sempre foi a missão dos mestres Carlos e Helio Gracie que logo após a chegada ao Rio de Janeiro montaram sua primeira academia.

assistam um pedaço do video daquela época ainda em 16mm mas que fala muito da essência de para quem o Jiu Jitsu foi criado.

DICAS DA NUTRICIONISTA PARA GANHO DE MASSA

Helio Gracie

AGENDE SUA AULA PARTICULAR GRATUITA

“Eu devo tudo ao jiu-jitsu eu era um garoto fraco, nervoso, complexado, eu achava ser valente era não ter medo de brigar acontece que depois que comecei a praticar jiu-jitsu passei a não brigar, passei acreditar em mim, passei a ser tolerante com as coisas, e sou um homem tolerante aparentemente, pois o controle do jiu-jitsu foi tão grande que me fez bom moralmente, todo brigador é covarde, todo brigador é inseguro por isso que ele briga, o homem seguro é confiante, quando seguro moralmente ele domina a pessoa com a moral e não com briga”

Helio Gracie

 

Helio Gracie enfrente Waldemar Santana na luta mais longa da história, 3h 45min

 

O Jiu-Jitsu que criei foi para dar chance aos mais fracos enfrentarem os mais pesados e fortes. E fez tanto sucesso, que resolveram fazer um Jiu-Jitsu de competição. Gostaria de deixar claro que sou a favor da prática esportiva e da preparação técnica de qualquer atleta, seja qual for sua especialidade. Além de boa alimentação e da abstenção de hábitos prejudiciais à saúde.

Helio Gracie

 

 

 

 

 

21 FRASES DE HELIO GRACIE

GM Helio Gracie treina com seu filho Royler Gracie

 

“Quando você tem mais confiança em si mesmo, você é automaticamente mais tolerante. Você tem condição de meditar de se pôr no seu devido lugar sem precisar lutar, e isso assusta os valentões.”

Hélio Gracie

 

 

 

AGENDE SUA AULA PARTICULAR GRATUITA

UMA BOA AULA DE JIU JITSU EM 5 PONTOS CRUCIAIS

Comecei no jiu jitsu aos 13 e já com 15 comecei a ajudar meu professor Romero “Jacaré” Cavalcanti nas aulas. Eu não podia ter tido uma escola melhor para me tornar um professor, ali aprendi os pontos cruciais em uma boa aula de jiu jitsu.

Jacaré é um craque e lado a lado com ele pude aprender como conduzir uma aula que fosse séria e ao mesmo tempo leve, que colocasse o aluno estimulado a se desafiar sem nunca faze-lo se sentir obrigado a tal e cuidar do ambiente para que todos que ali estivessem fossem beneficiados.

Nunca eleger alguém em detrimento de outro sempre contribuiu para que o clima em nossa academia fosse de muito respeito e amizade.

Embora eu tenha tido a oportunidade desse convívio e aprendizado dar aulas não é e nunca foi uma tarefa fácil.

Percebi isso mais claramente quando decidi escrever o Método de Ensino da Alliance.

Escrevi e reescrevi por várias vezes e até hoje após mais de 15 anos de metodologia sendo aplicada em nossa escola ainda fazemos ajustes.

Transcrever todos os aspectos de nossa escola para o papel foi um trabalho difícil mas talvez o mais importante para construir nosso time.

Nesse texto eu quero mostrar a vocês 5 pontos que acho cruciais para uma boa aula e espero que de alguma maneira isso possa ajudar você que já é professor e também você praticante a identificar uma boa aula de jiu jitsu.

1º PONTO – O COMPROMISSO

A aula começa antes dela de fato ter inicio, o professor precisa se preparar, primeiro para chegar antes da hora, atraso é uma falha inadmissível em minha opinião, nada mais é que uma falta de respeito ao tempo que o aluno esta dispondo para aprender com você.

Você chegar na hora e iniciar a aula na hora faz com que os alunos também o façam  e a organização facilite a vida de todos.

Kimono limpo e linguagem adequada são outros dois atributos essenciais na vida de um bom professor, evite falar gírias em excesso e esteja sempre impecável em sua higiene.

2º PONTO – A AULA

O inicio da aula vai variar de acordo com o nível da turma, por exemplo uma turma de iniciantes precisa do aquecimento em forma de educativos, onde o aluno pode aprender os fundamentos como rolamento, fuga de quadril, levantada técnica etc…

Já uma turma avançada pode iniciar o aquecimento em forma de drills técnicos que já aquecem e preparam o corpo para o treino.

O aquecimento convencional onde se faz uma ginástica e foi usado durante muitos anos nas academias de jiu jitsu perdeu no meu entendimento um pouco de sentido embora possa ser usado eventualmente como forma de se variar o tipo de aquecimento o que é muito importante.

 

 

3º PONTO – A TÉCNICA

A escolha da técnica a ser ensinada é de vital importância para o sucesso da aula e deve de preferência fazer parte de um programa, embora saibamos que isso não é o mais comum em nosso mercado, entendo que devemos mudar esse quadro.

Não ter um programa coloca o professor em uma armadilha muito comum, o de sempre ensinar o que ele tem facilidade de executar e não o que o aluno deve aprender.

A técnica deve ser escolhida sempre baseada no grau de compreensão da turma e nunca no que o professor gostaria de ensinar, é preciso que o aluno entenda do que o professor esta falando. Compreensão é a chave do envolvimento do aluno com o aprendizado.

Analisar a aula pela perspectiva do aluno é uma arte, rara de se ver e presente apenas em bons professores.

 

 

4º PONTO – A EXPLICAÇÃO

Após escolhida a sequencia técnica vem o momento de se fazer entender.

Uma explicação calma e confiante tende a ser melhor compreendida pelo aluno.

Não torne sua explicação muito longa e detalhada, isso é um erro muito comum em jovens professores, na tentativa de mostrar o quanto eles sabem exageram nos detalhes e tornam a explicação extremamente confusa, nesse caso menos é mais, identifique os pontos cruciais da técnica e foque neles. ( se você demorar mais de 3 minutos para explicar uma técnica seus alunos não compreenderão metade do que disse)

Cuidado com as analogias, explicar uma técnica usando exemplos que o aluno pode correlacionar pode ser interessante porém deve se ter muito cuidado pois um equivoco aqui e sua explicação ficará péssima.

5º – PONTO – O TREINO

Chegou a parte final da aula o famoso “rola”.

Existem muitos tipos de treinos a se fazer que podem variar de tempo de duração de intensidade,  de objetivo e etc..

Procure sempre variar os treinos, monte grupos, alterne o tempo, faça treinos de situações específicas, coloque treinos longos as vezes, enfim faça ser diferente e divertido.

Sempre que possível escolha os pares de forma aos alunos experimentarem treinos diferentes e evolutivos e ao mesmo tempo proteger para que todos tenham sempre uma boa experiência e evitem lesões .

Por fim dar aula é como aprender Jiu jitsu precisamos sempre estar em evolução, tecnicamente e também antenados ao que acontece a nossa volta em termos de didática e treinamento para evoluirmos e trazermos coisas novas e mais eficientes para nossos alunos.

Espero ter ajudado um pouco com essas dicas para que nosso jiu jitsu chegue com qualidade a cada vez mais praticantes.

forte abraço

Fabio Gurgel

 

 

 

 

 

 

6 DICAS DE ALIMENTAÇÃO INFALÍVEIS PARA NÃO GANHAR PESO NO FINAL DE SEMANA

 

 

Conversando com minha nutricionista Carol Yamin pedi a ela 6 dicas de alimentação infalíveis para começarmos bem a semana.

É muito comum eu sentir a Segunda feira pesada quando não dou atenção a minha alimentação durante os dias livres, leia com atenção e faça o teste você mesmo, vale muito a pena essas Dicas de alimentação. 

 

Durante a semana é comum que a correria nos impeça de cometer grandes exageros. E com uma alimentação razoavelmente saudável e balanceada e uma média de três a cinco treinos por semana é possível obter bons resultados.

Porém quando chega o final de semana e podemos sair da rotina, descansar e teoricamente “recarregar as baterias”, entramos em um comportamento compensatório que por muitas vezes acaba sendo completamente contrário ao que chamaríamos de “descanso”.

E não é comum que cheguemos na segunda feira, muitas vezes, mais cansados, pesados e sem energia.

Estas 6 dicas, apesar de simples, podem ser a chave para que você entenda os motivos deste comportamento, o porquê das consequências, e assim possa fazer suas escolhas mais consciente.

Dicas de alimentação 1. Evite restrições alimentares extremas durante a semana.

Toda dieta restritiva tem a tendência de gerar compulsões alimentares periódicas, e que normalmente se manifestam nos finais de semana pois são os momentos onde nos permitimos mais.

Dicas de alimentação 2. Não fique parado no final de semana.

Seu corpo é ativo, e está acostumado com os treinos e os hormônios que ele libera no seu corpo como adrenalina e serotonina.
Nos finais de semana mesmo que não treine, é importante que se movimente, caminhe e ative a circulação para evitar aquela sensação de moleza, apatia e prostração.

LEIA TAMBEM:

O que comer antes do treino

Dicas de alimentação 3. Dia do lixo, existe?

Particularmente não sou a favor de um dia específico para comer besteiras, pois isso gera o comportamento compensatório que abordamos no item 1, mas nos finais de semana é mais comum encontrar família e amigos, e comer é um habito social.

Sair e comer coisas diferentes com as pessoas que amamos é importantíssimo e não é necessário esperar o final de semana ou cometer exageros apenas por estar entre amigos.

Escolha lugares que gosta e que valham e pena, não coma por gula, saboreie a refeição e não coma mais do que o suficiente pensando em VOLTAR PARA A DIETA NA SEGUNDA.

 

Dicas de alimentação 4. Você só engorda se comer além do necessário.

Seguindo a linha do item 3, é importante pontuar que NÃO EXISTE NENHUM ALIMENTO QUE ENGORDE POR SÍ PRÓPRIO. Engordar é consequência do excesso de calorias.

Portanto se quiser comer pizza, hambúrguer, churrasco, bolo de aniversário ou brigadeiro, coma sem culpa, e principalmente sem exageros, pois este é o maior fator agravante para extrapolar nas calorias e de fato ganhar gordura.

Dicas de alimentação 5. Não belisque ou coma por tédio.

Quando a rotina nos consome é raro que fiquemos pensando em beliscar o tempo todo.

Mas nos finais de semana, quando depois de um almoço farto, bate um soninho e uma vontade de comer um doce, passado um tempo e sem nada para fazer passo na cozinha e pego mais um pedacinho da sobremesa do dia, depois mais uma pipoca amanteigada com um filme e assim vamos mastigando ao longo do dia.

Este habito de comer por tédio é muito comum nos dias de hoje, ainda mais pelo fato de não ser comum termos tempo para de verdade NÃO FAZER NADA.

Perceba-se quando estiver beliscando e evite, este habito tira completamente a percepção do cérebro de fome e saciedade e viramos literalmente MAQUINAS DE COMER.

Portanto, coma bem durante a refeição principal, sem restrições, e tente manter jejum até sentir fome novamente.

Dicas de alimentação 6. Pratique Mindfulness (Atenção Plena).

Muito dos excessos que cometemos no final de semana são gerados por pura ansiedade.

Se pararmos para pensar, será que aquele segundo prato era realmente necessário? Muitas vezes veremos que mal sentimos o sabor da comida enquanto comíamos somente pensando no momento de repetir.

A atenção plena nada mais é que aproveitar o momento para que ele seja assimilado pelo cérebro. Por isso evite comer e usar o celular ou ver televisão ao mesmo tempo. Coma com atenção.

 

 Mais textos de saúde

 

 

COMO MONTAR UMA ACADEMIA DE JIU JITSU

 

 

E ai pessoal tudo bem? e ai será que já esta na hora de você saber como montar uma academia de jiu jitsu?

A gente vai falar disso hoje tenho recebido muitos questionamentos a esse respeito ainda mais agora com o Viver de jiu jitsu online as pessoas tem me perguntado bastante.

Respondo isso para vários atletas também que as vezes se destacam dentro do nosso esporte e acham que o caminho de se ter uma academia é um caminho natural e eu queria alertar que não é exatamente assim e é cada vez menos assim.

Hoje em dia é muito importante que a gente entenda, primeiro para ser um professor que a gente saiba de fato dar aula que a gente domine a matéria não basta apenas eu ser um bom atleta e  ser um bom executor do movimento o que pode me fazer ganhar vários campeonatos.

Isso não quer dizer que eu esteja preparado para ensinar porque as pessoas vão assimilar as técnicas de formas diferentes então você precisa como professor conhecer vários caminhos e não só aquele que você faz e que você gosta essa é basicamente a grande diferença de você apenas um atleta e de você ser um professor que é onde você consegue dar para o seu aluno diferentes caminhos independente de você usar aquilo para você ou não.

Então esse é um ponto, outro ponto é que além de ser um professor você precisa entender de gestão porque agora você esta partindo para um negócio de fato a gente tem aqui duas maneiras se você esta nesse ponto da sua vida de decidir se é a hora de você montar uma academia de jiu jitsu ou não eu queria fazer esse video especialmente para você.

Você tem dois caminhos básicos para seguir o primeiro e o mais rápido é você fazer um investimento e ai seja com seu dinheiro próprio ou na maioria das vezes com o dinheiro de um investidor mas de montar um negócio do zero que eu acho extremamente arriscado esse negócio do zero, ele exige que você faça uma pesquisa profunda de localização de renda per capta da região de interesse de jiu jitsu naquela região, de densidade enfim é difícil e ao mesmo tempo não é garantido, é muito arriscado ninguém tem essa resposta.

Outro dia me perguntaram, Fabio eu montando uma academia quantos alunos eu vou ter no primeiro mês? Essa é a pergunta de um milhão de dólares é claro que eu não sei ninguém sabe porque? depende de uma série de fatores e para você começar esse negócio do zero tudo vai ser um palpite, será que vai ter aluno? não sei. será que a região é boa? não sei. Tudo você vai ter que testar , já que você vai ter que testar será que não o seria mais inteligente você seguir outro caminho?

Um caminho onde você define a área que você quer e ai você vai atrás de um parceiro que já esteja estabelecido ou um clube ou uma academia ou alguém que tenha um espaço multi uso enfim qualquer que seja o espaço caiba o seu tatame para que você possa começar a dar aulas esta valendo.

Para que você possa testar a região realmente e saber se você vai ter a capacidade de realmente entregar uma boa aula e gerar interesse dos alunos de treinarem com você quando você faz isso e nesse momento, eu acho importantíssimo que você constitua a sua empresa se você estiver no Brasil que você tenha seu CNPJ se vc estiver nos EUA que você monte lá uma LLC, para que você possa começar a trabalhar e começar a existir fiscalmente.

Por que agora qual é relação que a gente vai buscar aqui? eu não estou indo buscar um emprego nem um salário porque isso me distancia do empreendedorismo o que eu quero agora é um parceiro para me ceder um espaço para que eu possa desenvolver meu trabalho e crescer ali.

Eu não quero ganhar hora aula eu quero entrar em uma academia que aceite trabalhar comigo em forma de percentual por exemplo onde ele ganhe junto comigo e eu para ele não vou ser custo nenhum porque eu vou ter a minha empresa prestando um serviço para empresa dele não existe vinculo empregatício não existe nada disso eu quero fazer aquele negócio crescer, quando eu faço dessa forma primeiro eu sou muito melhor absorvido por uma academia que já existe ou um clube e eu posso desenvolver meu trabalho com o objetivo único de ganhar uma carteira de alunos.

Se eu conseguir fazer isso com sucesso se eu conseguir no período vamos dizer de 2, 3 anos consolidar ali no local que eu escolhi uma turma de 150, 200 alunos, olha a diferença que agora vai ser se eu sentar na mesa para negociar com um possível investidor, lá atras era apenas um sonho de um apaixonado pelo jiu jitsu agora é uma realidade agora eu tenho aqui 150 alunos que me pagam vamos dizer 200 reais que me geram um faturamento de 30.000 reais.

Agora se eu precisar de um investidor para construir uma academia maior e melhor e se eu quiser ter esse parceiro eu já vou com esse base de negociação não existe risco para o dinheiro dele, eu vou montar um negócio obviamente com um potencial de crescimento mas eu já tenho um recorrência de 30.000 reais por mês que já me garante ai uma bela parte do custo  a gente vai entender e vai explicar para o nosso investidor que o nosso tipo de negócio tem que deixar na mesa 30% do seu faturamento e ai você consegue facilmente montar uma operação que seja confortável para o seu investidor.

Que ele possa recuperar o dinheiro dele e que você possa sentar na mesa em uma condição muito melhor de negociar e não simplesmente dar 50% da sociedade pelo dinheiro que ele esta colocando não que o dinheiro dele não valha, vale muito porque é necessário para sua expansão muitas vezes mas se a sua academia já gera lucro se a sua academia já vai entrar nesse novo lugar com 150 alunos onde o risco dele agora esta muito diminuído é natural que ele também tenha um percentual menor do negócio.

Ai você tem condição ou se não em um primeiro momento mas que ele vá sendo diminuído conforme você vai pagando o investimento dele e ai você consegue dar um salto de qualidade no seu negócio muito grande.

Mas essa sua escolha no começo do negócio de pegar um investidor de cara onde sem ter nenhum aluno é muito arriscado o risco de dar errado é muito grande e você pode perder inclusive o amigo que é esse investidor que adora jiu jitsu e que quer te ajudar e que quer ter um negócio de jiu jitsu mas que dificilmente vai para frente nesse modelo porque várias coisas podem dar errado ali.

Agora se você fizer o outro caminho que vai demorar um pouco mais de tempo mas esse tempo que esta demorando você esta sentindo testando todas as , sua metodologia a forma de dar aula contratar professor entender essa dinâmica entender o caminho do aluno quando você chegar na maturidade dessa turma e você tiver realmente esse ativo que são seus alunos embaixo de você realmente vai ter um negócio na sua mão.

Você vai escolher se você quer ter um investidor ou se você quer caminhar sozinho agora para um lugar seu para que você possa ter mais flexibilidade de horário e gerir o seu negócio sem interferência de ninguém.

Porque é obvio que quando você esta locando um espaço seja em um clube seja em uma academia seja em um espaço multi uso você vai ter que seguir as regras daquele lugar que invariavelmente vão te limitar então quando você tem seu próprio negócio você tem liberdade para fazer o que você quiser.

Quando eu vim para minha academia para o prédio que a gente esta hoje eu criei aqui milhares de horários eu sai aumentando horário aqui por que eu tinha liberdade total de fazer o que eu quisesse fazer então essa liberdade é muito boa.

É o que permite você realmente ter o crescimento mas se você chegar nesse ponto e precisar de um investidor você não vai ter dificuldade nenhuma de achar porque você vai ter um ativo então se dedique a construir a sua base de alunos antes de qualquer coisa não tente colocar a carroça na frente dos bois tente fazer o seu negócio ser sólido tente fazer o seu produto ser excepcional.

Tenho certeza que se lá na frente você tiver necessidade nunca te faltarão investidores por que seu negócio vai ser sólido e tenho certeza que com isso você vai facilmente VIVER DE JIU JITSU.

Espero que você tenha gostado dessa dica não esquece de deixar seu comentário aqui pra mim ou alguma sugestão de um tema que você queira que a gente debata aqui no Blog e é sempre um prazer compartilhar com você um pouco do meu conhecimento te vejo na próxima

Assine nosso canal

FG

A HORA DE PARAR OU MELHOR DE MUDAR.

É sempre um momento delicado e muitas vezes relutante na vida de um atleta como é também em outras áreas profissionais, mas no esporte por ser uma carreira muitas vezes curta se vive com esse fantasma da hora de parar por alguns anos antes que ela de fato aconteça.

No meu caso em particular eu tomei a decisão por dois motivos, o primeiro porque minha performance já não estava me satisfazendo, meu corpo começava a dar sinais de que não conseguiria acompanhar meus comandos, se é difícil conviver com isso nos dias de hoje imagine nos tempos de competição.

Porém o segundo e principal motivo é que eu começava a ter mais prazer em ver meus alunos ganharem do que minhas vitórias pessoais, a estrada de professor começava a ser um desafio para mim e algo que eu queria fazer bem e ser reconhecido uma vez que o Jiu Jitsu era o que eu tinha escolhido para viver.

Você pode estar se perguntando, mas porque esse papo agora depois de tantos anos? de fato eu parei de competir profissionalmente em 2001 mas o ponto não é esse, o ponto é que uma parada precisa ser precedida por um projeto novo um novo desafio.

E assim eu comecei a entender que não existe na verdade uma despedida e sim uma mudança de rumo, passei a me dedicar a minha nova missão de formar alunos da melhor maneira e com a mesma dedicação que sempre tive em minhas coisas.

Junto com esse momento de construir minha escola surgiu um desafio de construir novamente o melhor time de jiu jItsu do mundo, toda minha energia foi para montar, ensinar, cuidar, administrar, incentivar e treinar minha equipe, que se tornou um exército de campeões, durante um período de 10 anos trouxemos todos os títulos possíveis por equipe e nos tornamos a equipe mais vencedora da história do esporte, só de mundiais foram 9 títulos consecutivos (totalizando 11 no masculino e 9 no feminino). Nessa época eu dava mais de 10 aulas por dia entre particulares e coletivas e isso durou pelo menos 15 anos.

Mais uma vez senti que meu foco estava mudando, o professor e o General do exercito de competidores já começava a olhar o papel de administrador da academia como um grande desafio, pois embora eu sempre tivesse tido essa vontade não o havia feito com a energia e o conhecimento necessário, me dediquei e passei a faze-lo, precisei diminuir minhas aulas passar todos os meus alunos particulares para outros professores e me dedicar a administração a todos os aspectos dela de forma igual, depois de algum tempo consegui mais uma vitória minha academia atingiu a capacidade máxima ultrapassando os 500 alunos.

Consegui definir um modelo de sucesso para uma academia de Jiu jitsu e senti que era hora de compartilhar isso com a comunidade do Jiu Jitsu, montei um curso de gestão de academia para mostrar aos professores como era possível viver de Jiu Jitsu, ampliei e levei esse conteúdo para uma plataforma online a qual chamei VIVER DE JIU JITSU e que tem sido um sucesso atendendo centenas de profissionais.

Estou sempre trabalhando em diversas frentes porém é impossível fazer muitas coisas bem, por isso minha energia esta sempre em uma em particular enquanto as outras vão acompanhando e esperando sua hora, da mesma forma quando saio da liderança de um projeto me asseguro que achei alguém que possa continuar aquela missão com qualidade e com os mesmos princípios ( sem um time ninguém vai muito longe).

Desde 93 quando fundamos a Alliance venho trabalhando nela como equipe de competição, desenvolvendo nossa metodologia de ensino, cuidando da marca, expandindo a associação e ajudando como posso, dessa forma após 25 anos de vida chegamos a mais de 200 escolas em 21 países e mais de 25.000 alunos.

Tenho muito orgulho de onde chegamos porém esse nunca foi o trabalho onde minha principal energia esteve e acredito que isso nos deixa muito a quem de nosso potencial o que por sua vez se torna outro enorme desafio, sinto que esta chegando a hora de colocar minha energia para transformar nossa escola não só  na melhor mas na maior escola de Jiu Jitsu do mundo, fazer coisas que nunca foram feitas e elevar o Jiu Jitsu o mais alto que conseguirmos.

Se reinventar e não ter medo de “largar o osso”  talvez seja a razão do sucesso, conquistei as coisas com muita disciplina e dedicação mas também pela inquietude de fazer melhor e diferente.

Não existe parar existe mudar.

O competidor e o campeão que esta dentro de nós precisa desse estimulo para que a vida siga fazendo cada vez mais sentido.

FG