OS 5 PIORES ALIMENTOS PARA QUEM JÁ PASSOU DOS 30.

Se você já passou dos 30 já deve ter percebido que algumas coisas mudaram. O corpo já não se recupera da mesma maneira das bebedeiras e comilanças e à medida que envelhecemos fica mais difícil de perder peso e até manter um peso saudável.
E se com a idade vieram alguns quilinhos a mais, aí sim podemos descrever uma lista de “probleminhas” que começam a aparecer.

– DCNTs: As Doenças Crônicas não Transmissíveis são aquelas que desenvolvemos ao longo de anos de maus hábitos. Diabetes tipo 2, hipertensão, cardiopatias, problemas respiratórios entre muitas outras que podem ser evitadas com bons hábitos alimentares e pratica regular de exercício físico.

– Baixa libido: A diminuição nas taxas hormonais tanto em homens quanto em mulheres é natural e consequentemente o “drive” sexual. Porém, grande parte deste fator está associado à má alimentação, consumo excessivo de gorduras saturadas e açucares, tabagismo e consumo exagerado de bebidas alcoólicas.

-Perda de massa magra: A perda de massa magra afeta não só sensação de força e resistência no treino, mas também a recuperação que passa a ser mais lenta.

-Necessidade de rotina e qualidade de sono: Com a idade, precisamos cada vez mais que nosso corpo funcione como um “reloginho”. Não é atoa existam ditados como “Velhos são cheios de manias”. E é natural que comecemos a organizar a rotina para que o organismo funcione melhor e se recupere.

Uma maneira muito inteligente de evitar muitos transtornos advindos da idade é cuidar da alimentação.

5 PIORES ALIMENTOS PARA QUEM PASSOU DOS 30.

1.Gorduras “Ruins”

Gorduras Trans (presente em bolachas e biscoitos industrializados), Gordura Vegetal Hidrogenada (presente em praticamente todo tipo de pão, torrada e molho industrializado), Gordura Saturada em excesso (presente em carnes gordas, principalmente carne vermelha e embutidos).
Disfarçadas no meio de biscoitinhos e bolachinhas ou no churrasco do domingo com cerveja e pão francês, estes tipos de gorduras são aquelas que devemos prestar mais atenção.
Além de avantajar os pneuzinhos elas prejudicam os níveis de colesterol e triglicerídeos e daí partimos para toda a cascata de problemas metabólicos. E não vamos nem comentar sobre a pobre testosterona, estudos demonstram que o consumo exagerado de gorduras associado a mau consumo de carboidratos é um dos fatores mais agravantes na queda de testosterona em homens após os 30 anos (associados a sobrepeso e distúrbios metabólicos).

2.Açucar.

Carboidratos são nutrientes essenciais e necessários (além de deliciosos), porém o consumo indiscriminado de produtos industrializados ricos em açúcar como chocolates, balas, barrinhas de cereais, bolachas, pães e massas pode ser o motivo pelo qual você se sente tão cansado, sem vontade de treinar, não consegue perder peso e tem “desejos” de comer dpces ou besteiras em horários bizarros.
O açúcar é o nutriente que controla o hormônio chamado Insulina. Este por sinal é a chave de muitos processos importantes, um deles é a formação de células de gordura, portanto se você passa a se alimenta de maneira onde a quantidade de açúcar ingerida mantém seus níveis de insulina muito altos, é fácil entender o motivo de não conseguir emagrecer.
Além disso o consumo excessivo de açúcar também é associado a queda dos níveis de testosterona, maior incidência de hipertrigliceridemia e aumento de gordura no fígado.

3.Produtos à base de Soja.

Apesar de ricos em proteínas e muito nutritivos. Para a maioria das pessoas, principalmente homens, pode não ser uma boa opção pois tem ação sutil, porém considerável nos níveis de estrogênio, sendo assim, para quem visa aumento de massa magra e melhora da performance no treino, consuma alimentos a base de soja uma a duas vezes por semana.

4.Bebidas Alcoólicas

Não estamos falando da taça de vinho no jantar, ou da bebedeira eventual com a família ou amigos de vez em quando.
O consumo de álcool que pode causar problemas de verdade é aquele que acontece em grande quantidade e frequência.
O álcool é altamente calórico e não possui valor nutricional, portanto quando consumimos álcool, tudo o que comemos é transformado em gordura.
Além disso o consumo frequente de bebidas alcoólicas é um dos fatores mais oxidantes (acelera o envelhecimento), é um fator de risco para doenças graves no fígado, agrava quadros de hipertrigliceridemia e colesterol elevado e é tão prejudicial aos níveis de testosterona que é considerado um fator agravante para infertilidade.

5.EXCESSOS, em geral!

Comer um hambúrguer com cebola frita e tomar uma cerveja não vai matar ninguém, o problema é quantos hambúrgueres e cervejas e com que frequência. Pergunte a si mesmo se a maneira com que você se alimenta hoje lhe permite ser sua melhor versão.
Na real, bem real, meus amigos. O segredo da longevidade e saúde mental e física é encontrar um bom equilíbrio dentro de uma rotina. Não existe receita de bolo no quesito “vida saudável”.
Na essência, devemos praticar exercícios que nos façam feliz, adotar hábitos alimentares saudáveis na maior parte do tempo com exceções que valham a pena e evitar hábitos e ambientes que sejam tóxicos.
Sinta seu corpo e suas próprias necessidades, se está ruim, mude, no seu tempo, escute seu corpo (sim ele nos fala muitas coisas que temos o péssimo costumo de ignorar) e encontre seu jeito ideal de ser saudável.

Por Nutricionista Carol Yamin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *