JIU JITSU OLÍMPICO, SERÁ ?

Uma das perguntas que mais escuto do publico em geral é quando o Jiu jitsu vai se tornar olímpico? isso era um sonho de todo atleta na minha época e ainda deve ser de muitos hoje, porém as pessoas que mais defendem o jiu jitsu na olimpíada geralmente são aquelas que são apenas praticantes e amantes da arte e que provavelmente não participariam de uma olimpíada caso ela acontecesse, amantes do jiu jitsu que ficariam felizes em ver nosso esporte com uma exposição mundial mas e as consequências disso, vocês já pararam para pensar?
O que é ser um esporte olímpico no Brasil? beneficiar talvez 20-30 atletas que disputariam as no máximo 10 vagas disponíveis  a cada 4 anos, e o resto? e as academias que hoje existem e se tornaram o negócio de tantos que escolheram viver do jiu jitsu? isso simplesmente terminaria por completo pois o comando do esporte iria para o governo, ministério dos esportes e todas as camadas da burocracia estatal que a cada dia se mostra mais ineficiente.
Imaginem um politico desses que temos por ai regulamentando nosso esporte e dizendo como ele deve funcionar sem jamais ter vestido um kimono ou ter dado uma suada no treino, é isso que acontece com tantos outros esportes principalmente os de arte marcial, quem são as pessoas bem sucedidas nesse projeto olímpico em outras artes marciais? quais academias sobreviveram a esse processo de estatização do esporte?
Hoje o jiu-jítsu tem muitas dificuldades e coisas a serem melhoradas porém nós é que decidimos o rumo de nosso esporte e principalmente de nossos negócios, só depende de nós o nosso sucesso ou fracasso e tenho convicção que transformaremos o jiu jitsu na arte marcial mais praticada do mundo em alguns anos.
Quanto aos nossos atletas eu não me preocuparia tanto pois eles hoje podem dar seminários e ganhar milhares de dólares ao ano ensinando e replicando suas experiências o que fortalece a corrente de aprendizado e bons exemplos criando ídolos para as próximas gerações e ajudando o jiu jitsu a se tornar cada vez mais uma possibilidade para quem quer se dedicar profissionalmente a ele.

E você como pensa? divida aqui sua opinião e compartilhe essa questão para que a comunidade do jiu jitsu debata as questões de interesse de todos.

Até a próxima, abs

 

Fabio Gurgel

19 opiniões sobre “JIU JITSU OLÍMPICO, SERÁ ?

  • 3 de novembro de 2017 em 11:53
    Permalink

    Difícil… a menos que exista um lobby (digo, dinheiro) forte envolvido.
    A existência de diversas Federações, Confederações e Federações Internacionais com seus respectivos campeonatos (estaduais, brasileiros e até mesmo mundiais) são um entrave, basicamente por demonstrarem falta de unidade no esporte.
    Entretanto, não é impossível… o skate provou isso… tanto que estará nos JJOO de 2020.

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 12:00
    Permalink

    O valor do esporte olímpico é inegável, porém para poucos, apenas um pequeno grupo seria beneficiado. É um orgulho para nação brasileira. No entanto, e a nossa história no jiu-jitsu? E as Federações e Confederações que há anos vem estruturando este esporte juntamente com os professores e mestres? Os campeonatos cada vez mais profissional, não irão existir mais? Enfim, excluir a grande massa, nossos atletas, que dão vida ao jiu-jitsu não vejo como uma proposta que eleve o grau desse esporte tão lindo que emociona quem assiste (como eu) e quem pratica.

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 12:15
    Permalink

    Interessante esse ponto de vista, sempre imaginei que daríamos um salto enorme colocando o esporte nas olimpíadas. E seguindo esse ponto de vista, acabaria encerrando ainda mais precocemente o sonho de muitos que querem viver do Jiu-Jitsu (atleta e/ou professor). Se hoje que é aberto ou falta ou é difícil ter oportunidade imagina quando restringir o esporte para 10, 20 ou 30* atletas.
    Questionamento bacana para ser discutido.
    Oss.

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 12:27
    Permalink

    Concordo plenamente com você, não vejo como algo benéfico, precisamos sim evoluir e muitos aspectos mas hoje muito atletas já vivem esclusivamente do jiu-jitsu..

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 12:28
    Permalink

    Concordo plenamente com você, não vejo como algo benéfico, precisamos sim evoluir e muitos aspectos mas hoje muito atletas já vivem esclusivamente do jiu-jitsu..

    Att.

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 12:41
    Permalink

    Concordo com.o.sr. e triste “nao querer” que o jiu jitsu vire olimpico por conta das consequencias que o esporte sofreria caindo na mao de pessoas sem moral, bandidos e sem interresse algum com o esporte. Iriam buscar lucro, propinas ,vendas e “fiscalizacoes” que so vizariam os lucros dos seus proprios cofres. A exemplos de alguns “concelhos” que temos por ai que so aparecem nos estabelecimentos para te cobrar ou multar. Te oferecer uma ajuda, jamais. Entao por hora melhor na minha opiniao INFELIZMENTE e deixar assim como esta.

    Resposta
    • 13 de novembro de 2017 em 15:48
      Permalink

      isso tem toda razão não ao jiu-jitsu olímpico.

      Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 12:49
    Permalink

    Boa tarde,

    Espero que o jiu jitsu não acabe se tornando um esporte olímpico.
    O processo de tornar um esporte olímpico acaba destruindo a arte marcial.
    O taekwondo acabou virando uma luta ineficiente, cheia de chutes plásticos que são ineficientes num combate.
    O judô perdeu sua essência, acabaram com as quedas com catada de perna e praticamente anularam a luta no solo.
    O boxe dito amador só visa a pontuação e não busca a máxima do combate, qual seja, o nocaute do oponente.
    Espero que isso não ocorra com o jiu jitsu, que já vem sofrendo com a “esportização”, hoje em inúmeras academias não se treina mais a defesa pessoal. Temos gradados que não sabem defender um tapa, não sabem sair de uma cinturada, mas sabem fazer uma raspagem plástica de meia guarda.

    Abraço!

    Resposta
    • 13 de novembro de 2017 em 15:56
      Permalink

      isso ta certíssimo assim como karatê coloque uma coisa na cabeça de vcs jiu-jtsu + olimpiadas = ineficiência. ou vcs acham que iram querer transmitir alguém sendo estrangulado e apagado numa luta? isso iria chocar tu acha que a rede globosta iria mostrar isso? cara deixa a gente quieto que nós nos entendemos.

      Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 13:10
    Permalink

    A estrutra das Olimpíadas vem sendo criticada em todo o mundo com diversas acusações de corrupção e de compra de votos, como vimos no Brasil. Além disso, as academias de jiu jitsu apresentam diversos problemas e, como foi bem colocado, a inclusão do jiu jitsu nos jogos olímpicos não resolveriam os problemas essenciais do nosso esporte, que vão desde péssimos professores e instrutores, a falta de infraestrutura das academias, a entrega não criteriosa de faixas. Enfim, os problemas continuariam os mesmos e, como citado no texto, os destinos do jiu jitsu devem ser entregues aos nosso políticos e seus ministérios?
    Ótimo texto, como de costume.

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 13:36
    Permalink

    Hj vejo tantos atletas de Jiujitsu rodar o mundo, ganharem dinheiro, terem uma vida legal, afinal de contas, se dedicaram muito para isso. Será q algum campeão olímpico brasileiro, em qualquer modalidade de arte marcial, tem oportunidades assim??? Acho difícil. Vivo do Jiujitsu e acho q não seria uma boa para o esporte virar olímpico. Até pq temos grandes confederações, grandes eventos e hj o Jiujitsu além de crescer muito no mundo todo, tbem é um esporte q qualquer pessoa pode praticar… Osssss

    Resposta
    • 13 de novembro de 2017 em 15:58
      Permalink

      mestrão ta certíssimo oss!!!!

      Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 14:20
    Permalink

    Já tem data, 2024 Paris , vamos ver como será !

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 14:52
    Permalink

    Caro Professor, excelente ponto de vista! Nunca tinha pensado neste aspecto. Outro ponto é a organização do esporte como é hoje. O mundial de jiu-jítsu não é um esporte de equipes como o judo. Creio que esse modelo deveria ser implementado primeiramente antes de se pensar em olimpíadas

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 15:33
    Permalink

    Concordo contigo em gênero e número Sensei Professor Fábio Gurgel.
    Antes de ler esse artigo era favor do Jiu-jitsu nas olimpíadas
    Analisando por esse prisma. O melhor mesmo nossa arte-suave continuar no seu quadrado ou melhor dizendo no seu triângulo.rs
    O reconhecimento é mundial!
    O mundo cada vez mais enxergando o Jiu-jitsu como solução para uma vida saudável, plena rumo a longevidade, construindo valores sólidos e edificando o ser humano. OSS

    Resposta
  • 3 de novembro de 2017 em 19:33
    Permalink

    Esse é um tópico que gosto de abordar. Perguntas, o que aconteceria com a caracteristica inclusiva das competições de BJJ visto que na Federacao de Ju jutsu a qual o newasa faz parte, as categorias sao de 10 em 10 kg e somente faixa preta?
    Como ficaria a proposta pedagogia do BJJ? em se falando de crianças, sera que o lutador de BJJ esta preparado para ser um professor? Sera que ele esta apto a trabalhar com identificação e formacao de talentos? Do ponto de vista Olimico e desportivo a seleção é inevitavel, contudo o professor esta preparado para entender a diferenca de necessidades entre jovens e adultos? IMPORTANTE. Em qual federacao deveri se registrar e competir? BJJ ou International JuJutsu Federation? Se a luta é Newaza, qualquer modalidade que possua newaza pode participar? Bom assim judo, aikido, kempo, e alguns estilos de karate tambem poderiam participar por possuirem newaza. Qual a identidade desta Arte Marcial.
    Sera que a sede or participar de uma olimpiada sobreporiam seu valores filosoficos? Em um outro ponto de vista. O BJJ não estaria sendo usado para desenvolver outra Arte Marcial. E os brasileiros achando isso lindo. Qual o futuro do BJJ?
    Fabio. Se puder me dar sua opiniao a minhas duvidas. Ficaria lisonjeado.
    Grande Abraço.

    Resposta
  • 4 de novembro de 2017 em 01:21
    Permalink

    Caro Fábio, muito bom esse questionamento e concordo que antes de pensar em ser olímpico, o jiu jitsu deve primeiro se organizar.
    Para um esporte se tornar olímpico, deve preencher vários quesitos, o principal deles é ter somente um órgão internacional que regulamente todas as regras onde as mesmas sejam cumpridas em todo mundo. Internamente no Brasil, teríamos que ter somente uma confederação, esta deveria ser filiada ao órgão internacional. Os estados igaulmente somente poderiam ter uma única federação que deveria ser filiada a confederação.
    Estamos muito longe disso, pois aqui temos várias federações e confederações.
    Além disso existe um processo político dentro do COI para que o esporte seja aceito, primeiramente como esporte exibição e posteriormente sim como olímpico.
    A questão política de governo não influencia na questão das regras ou na criação de uma confederação, mas com certeza na questão das verbas destinadas a modalidade esportiva.
    Por exemplo, a confederação do surfe vai receber uma verba de 750 milhões para todo ciclo olímpico, a do skate uma verba bem menor, não me pergunte pq.
    Enfim acho que existe prós e contras para o esporte ser olímpico, o certo é que hoje pelo menos no Brasil, não temos organização, maturidade e conhecimento jurídico desportivos para dar conta de todas essas e muitas outras questões que envolvem o esporte olímpico.
    Osss.

    Resposta
  • 13 de novembro de 2017 em 15:43
    Permalink

    Eu detestaria ver o jiu-jitsu nas olimpíadas, e com toda certeza abandonaria o esporte e a explicação é óbvia e simples, porque somos profissionais podemos hoje dizer que somos profissionais e tornando a luta uma modalidade olímpica, iriamos ser tratados como amadores, e corroborando com o mestre Fábio Gurgel, vocês não tem noção o mal que isso trás. pense comigo os fabricantes de kimonos iriam ficar vendidos porque tudo tem de ser produto oficial olha ai, gerando desemprego. por favor acabem com este assunto sou faixa preta de karatê e abandonei por isso sou roxa de jiu-jitsu e o jiu me deu um olhar diferente peço aos grandes mestres que não entrem nessa roubada isso acaba com a arte, arrebenta com quem pretende trabalhar com o jiu-jitsu então esqueçam isso. premiação em grana nem pensar então por favor deixem o jiu-jitsu como está.

    Resposta
    • 17 de fevereiro de 2018 em 21:46
      Permalink

      Com certeza seria horrível ver um luta olímpica de Jiu-jitsu. Me arrepia pensar em quão diferente deixariam nosso tão amado esporte, quanta mutação sofreria para atender as exigências olímpicas. Acredito que temos várias ferramentas para deixar o Jiu-jitsu organizado e muito mais procurado, tendo apenas profissionais com conhecimento de gestão e metodológico. Essa história olímpica tem que ser esquecida.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *