QUAL A COR DA SUA FAIXA QUANDO SE TRATA DE SAÚDE?

Mais um texto sensacional da nossa nutricionista Carol Yamin para você pensar na sua alimentação de uma forma diferente e sem culpa! nada de dieta, foco em melhorar aos poucos nossos hábitos, boa leitura!

 

Da mesma maneira que no Jiu-Jitsu existem processos para a evolução, na vida é necessário ter paciência para entender os processos que levam ao cominho da saúde e performance de maneira equilibrada e sustentável.
Não é da noite para o dia que sua técnica nos treinos se aprimora, é um processo lento que deve ser vivenciado dia após dia, treino após treino, sabendo que nem sempre será fácil, que haverá dias bons e dias não tão bons, mas que o importante é manter a tranquilidade, continuar a jornada e ter certeza de que entre erros e acertos vão sendo aprendidas as lições mais essenciais para que essa jornada continue.
Mudar hábitos relacionados a performance, saúde e alimentação é exatamente assim, da mesma maneira que um golpe demora anos para se aperfeiçoar, os hábitos levam tempo para serem assimilados e incorporados ao dia a dia e decisões e atitudes precipitadas e feitas por ansiedade trazem resultados inconsistentes e insustentáveis.
Para ilustrar melhor esta relação podemos lembrar de quantas vezes vimos pessoas decidirem da noite para o dia mudar completamente, restringindo sua dieta a meia dúzia de alimentos e tratando qualquer coisa fora desta lista como um veneno toxico que deve ser evitado a qualquer custo, deixando de participar de momentos com a família e amigos para não “sair da dieta”. A consequência é que essas pessoas acabam ficando ansiosas e neuróticas até que seu objetivo seja cumprido e é ai que mora o perigo. Agora confusos, acabam gradativamente voltando aos hábitos antigos até que se vejam com mais peso do que quando decidiram mudar, desmotivados e completamente perdidos.
Mas e agora, por onde começar?
Para ajudá-los a entender melhor como deve ser este processo associamos as fazes da evolução da saúde e performance com as graduações do Jiu-Jitsu.

Iniciante- Faixa Branca
O primeiro passo e provavelmente o mais importante é assumir para sí mesmo que precisa mudar alguns hábitos e visualizar quais os fatores que o levaram a condição atual.
Por exemplo, se for stress, não adianta mudar a alimentação e gastar dinheiro com profissionais e tratamentos se o fator de risco continua presente, certo?
Encontrar a raiz do problema e entender que muito do que está lhe causando insatisfação irá melhorar gradativamente quando começar a lidar diretamente com esta questão, trará muito mais calma e a evolução será uma consequência.

Faixa Azul
Identificado (s) o(s) fator(es) agravante(s) e agora com mais consciência do seu estado psicológico e das influências externas que influenciam diretamente no seu corpo, é a hora de trabalhar mais sua consciência corporal.
Comece a entender seu corpo, como ele funciona e como responde as suas atitudes, perceba quais alimentos lhe fazem bem e dão energia e quais o deixam mais cansado e pesado, observe do que seu corpo precisa para que tenha um boa noite de sono, e por ai vai…
Algumas técnicas boas para obter este conhecimento são:
– Preste mais atenção em sua alimentação, saiba o que está comendo e quais sinais e reações seu corpo mostra.
– Quando sentir-se excepcionalmente bem, ou excepcionalmente mal, procure lembrar-se de suas últimas refeições, de sua última noite de sono e dos últimos acontecimentos que antecederam este momento, como discussões, ansiedade etc. Anote-os e na próxima vez que se sentir desta maneira compare com a anterior e veja se existe um padrão.
– Ao deitar-se para dormir, procure identificar quais pensamentos o relaxam e quais trazem ansiedade. Uma boa ideia é sempre anotar, essa também é uma técnica de visualização que facilita a identificação de pensamentos tóxicos, permitindo-lhe desviar a atenção e meditar com mais clareza.
– Evite deixar aparelhos eletrônicos ligados no quarto quando for dormir, principalmente o celular, desconecte-se do mundo e conecte-se consigo, isso permite que identifique melhor os comportamentos que podem estar afetando sua saúde e felicidade sem que fatores externos atrapalhem.

Faixa Roxa
Com o autoconhecimento muitas questões ficam mais fáceis de serem resolvidas e problemas são solucionados com mais assertividade e demandam menos energia.
Mas e quando, mesmo entendendo melhor como seu corpo e mente funcionam, alguns fatores ainda parecem difíceis (ou impossíveis) de se resolver e o objetivo final ainda parece distante?
O peso não diminui? Não se recupera dos treinos? Sente cansaço o tempo todo? A rotina parece incompatível com o objetivo? Não faz ideia do que comer e quando comer? Como pode pensar um tudo isso com a rotina consumindo toda sua energia?
Estas perguntas são típicas deste momento e são essenciais para estimular a busca por conhecimento.
Faça suas pesquisas, informe-se, mas tome cuidado com o bombardeio de informações que pode confundir mais que esclarecer.
Este é o melhor momento para buscar bons profissionais, Médicos, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Psicólogos. Agora que você sabe melhor quais são suas reais dificuldades pode buscar ajuda de maneira específica e com mais argumentos.

Faixa Marrom
Já orientado e com conhecimento crescente de sí, pode tomar decisões mais assertivas e mudar o que precisa ser mudado. É uma fase que precisa de foco e paciência, nada muda da noite para o dia e o mais importante é aprender a curtir o processo sem se cobrar demais, sem esperar resultados instantâneos mas valorizar cada conquista.
Stress, falta de tempo, influência de pessoas a sua volta, eventos não programados como lesões, enfermidades, viagens constantes, problemas com trabalho e família, e a lista não para. É importante lembrar que o progresso é instável e podem ocorrer quedas e recaídas nos hábitos antigos que te fazem mal, não desanime caso algo não saia como o planejado. Os novos hábitos levam tempo para serem totalmente assimilados.
Para ultrapassar esta fase é muito importante relembrar dos reais motivos pelos quais iniciou esta busca (lembra-se do que falamos na faixa branca?)
Altos e baixos fazem parte da vida e estes novos hábitos devem se tornar parte de você. A assimilação das mudanças é um período confuso e angustiante, mas passageiro, ele é fundamental para que você entenda o que é essencial para você e o que não é.
Exemplo: Tomar uma taça de vinho por dia durante o jantar é essencial pois posso desfruta-la com calma e com a companhia de quem amo, mas deixar de levar um lanche saudável e comer besteiras a tarde me faz mal, tenho mais trabalho para me programar, mas percebo que é um habito que devo incluir na minha rotina.

Faixa Preta
Ao contrário do que muitos imaginam, esta não é a fase final mas sim um grande recomeço, início de uma fase nova, desafiadora e muito gratificante.
Nesta fase o corpo já encontrou seu equilíbrio e a alimentação não é mais um fator de preocupação pois, comer de maneira saudável (não neurótica ou restritiva) é um habito natural tal como apagar as luzes de casa antes de sair.
Agora você sabe como seu corpo funciona, quais alimentos são bons para você e quais já não valem a pena, já tem em sua rotina aquele tempinho para garantir que o mínimo necessário para seu dia a dia ser agradável e saudável esteja garantido e consegue prever como seu corpo reagirá mesmo antes de que as coisas possam afeta-lo.
Aqui todo o processo se transformou em um Lifestyle e não mais um conjunto de objetivos a serem atingidos. Você é independente e livre, tem total consciência das consequências dos seus atos no seu corpo e isso permite que viva todos os momentos da vida, sem restrições e inconsistência, pois sabe que tem como reverter qualquer sensação ruim voltando a sua rotina saudável e sabe o que precisa ser feito e como fazer.
Mantenha a mente aberta, mesmo os faixas pretas mais experientes podem errar um golpe e perder uma posição se não prestarem atenção na luta e nunca deixam de aprender e buscar novas posições para complementar seu jogo. E na vida e saúde é exatamente assim, não deixe de trabalhar no autoconhecimento pois isso vai permitir que entenda o que pode estar dando errado e dará o caminho certo para a recuperação.

Faixa Coral
A Faixa Coral é a maior graduação que um atleta pode chegar dentro do Jiu-Jitsu, ela simboliza uma vida de experiência na arte. Pergunte a um Mestre Faixa Coral quantas vezes ele foi finalizado, quantas lutas perdeu, quantas vezes se machucou, quantas vezes a vida se mostrou difícil e ele teve que rever suas prioridades, e mesmo assim continuou treinando, ensinando, aprendendo e vivendo o processo que o trouxe até esta graduação
É certo que não existe uma vida sem altos e baixos, e para chegar a melhor idade com alegria de viver e boa saúde devemos entender e respeitar os processos da vida entender a importância de cada um.

– Nutricionista Carol Yamin-

Uma opinião sobre “QUAL A COR DA SUA FAIXA QUANDO SE TRATA DE SAÚDE?

  • 4 de setembro de 2017 em 23:43
    Permalink

    Obrigado!
    Muito bom o texto. Me levou a refletir meus hábitos e, principalmente, muito valiosa a dica de anotar quais alimentos consumo e de que forma refletem na minha disposição para treinar e na recuperação pós treino.
    Oss!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *