A melhor dica pra quem quer viver DE Jiu jitsu

Porque acreditar é o único caminho para o sucesso.

Quando tinha 15 anos de idade decidi que o Jiu Jitsu seria o que faria da minha vida e para a minha vida, acreditava embora sem nenhuma experiência que poderia viver muito bem do Jiu jitsu e fazendo o que mais gostava, em uma conversa com meu pai disse a ele que esse era meu sonho, seu comentário me acompanha até hoje, você sabe o tamanho do mercado do Jiu jitsu? Quantas academias existem? E quantas pessoas tem sucesso nessa atividade? O numero era ínfimo é claro estávamos em 1985, pois é disse ele, se você quiser viver de jiu jitsu e acreditar nisso muito bem, mas saiba que você vai ter que ser o melhor, não só na luta em si mas em tudo que rodeia o negócio Jiu jitsu, não vai ter espaço para muita gente, você acha que consegue? Eu acreditei que sim e isso me fez trabalhar todos os dias em busca desse objetivo, ser o melhor que eu pudesse ser em todas as áreas do negócio Jiu Jitsu, primeiro é claro eu entendia que eu precisava ser bom tecnicamente e não apenas conseguir executar os movimentos mas principalmente entende-los, como eu poderia querer ensinar algo que eu não compreendia a fundo, essa era a parte fácil, o que mais gostava de fazer, treinar sempre foi um grande prazer. Analisar o comportamento dos alunos e ver o que eles buscavam através do Jiu Jitsu foi um fator que me levou a entender o Jiu Jitsu principalmente como um serviço, fazíamos bem para as pessoas e por isso elas vinham aprender conosco, o que quer dizer que quanto melhor eu tratar essas pessoas e quanto mais eu oferecer a elas mais pessoas eu vou atrair, elementar não? Sabe aquela máxima de que o cliente sempre tem razão, ela ainda hoje é muito pouco vista no universo do Jiu jitsu eu entendi isso cedo, o respeito ao tempo do aluno que muitas vezes se desloca de longe, pega transito e arranja um tempo no meio de uma vida ultra corrida tem que ser muito valorizado, não posso me dar ao direito de começar uma aula fora do horário estipulado nem tão pouco dar uma aula ruim ou estar de mal humor ou levar qualquer problema particular para dentro do tatame, quando presto um serviço isso não pode entrar em cena, estou ali para dar meu melhor para aquele aluno que me da a honra de poder ensina-lo Jiu jitsu! Essa visão acreditem muda TUDO!
Se olharmos o mercado hoje a realidade é muito diferente, o Jiu jitsu esta em todos os lugares do mundo quase que literalmente, os EUA se tornam a cada ano uma potencia mais dominante devido ao trabalho de tantos professores brasileiros que para la se mudaram em busca de uma melhor qualidade de vida, o Jiu jitsu em Abu Dhabi emprega quase 700 professores brasileiros e esta presente na totalidade das escolas de lá, qualquer canto do mundo tem Jiu jitsu!!!
Porém o fato é que a maioria dos professores ainda não entenderam o conceito de serviço e seguem achando que os alunos devem ser discípulos, se você que lê esse texto agora se enquadra nessa turma, você esta no caminho certo para o fracasso, pessoas não lideram nada por que querem liderar, elas não se colocam a frente das pessoas e muito menos acima, quando muito são escolhidas para tal função e isso geralmente ocorre quando se oferece mais a elas do que qualquer outro do grupo, de novo estamos falando de serviço, de proporcionar aos outros experiências engrandecedoras, conhecimento e bom exemplo.
As pessoas que fazem o jiu jitsu precisam acreditar no potencial que temos de transformar a vida das pessoas e trabalhar duro para elevar nosso Jiu jitsu a um nível que ele se torne essencial na vida de quem pratica, mas isso só pode ocorrer quando melhorarmos o que estamos entregando a nossos alunos, seu sucesso será consequência disso, quanto mais você entrega mais você recebe em troca, acredite!!!!

Um abraço

Fabio Gurgel

CompartilharShare on Facebook1.3kShare on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

9 opiniões sobre “A melhor dica pra quem quer viver DE Jiu jitsu

  • 1 de janeiro de 2017 em 23:48
    Permalink

    Muito boa materia, Grande Gurgel! uma das minhas inspiracoes!
    Na minha pouca experiencia de 3 anos como professor, vamos colher os frutos a partir de 10 anos se seguir o bom caminho…
    Me corrija se estiver errado!
    Michele Forte

    Resposta
    • 2 de janeiro de 2017 em 02:59
      Permalink

      Michele,
      você esta certo em colocar um prazo de 10 anos mas não se esqueça de aproveitar o caminho, vc vai colher muitos frutos antes disso e continuara colhendo depois
      um abraço e sucesso!
      FG

      Resposta
  • 2 de janeiro de 2017 em 01:52
    Permalink

    Grande mestre e amigo Fabio Gurgel, no qual aprendi muito, respeito e admiro.
    Um ser humano diferenciado e um profissional de alto nível em todos os aspectos!!
    Ótima matéria!!

    Resposta
  • 2 de janeiro de 2017 em 01:54
    Permalink

    Em 1987 comecei a treinar JJ com vc no Federal no Leblon, devido às dificuldades financeiras, pedi bolsa para meu irmão e eu, ouvi o seguinte;; “Ricardinho para de sair, não gaste com bobagens, economize seu dinheiro e invista no JJ que vc vai conseguir pagar a academia.” Aquilo com 18 anos foi choque, fiquei decepcionado, triste e aborrecido pela falta de maturidade, hoje também um Faixa Preta entendi perfeitamente suas palavras e seus conceitos, além de vc está certíssimo, era um cara visionário, emprededor, a frente de todos, um cara de 18 anos com uma maturidade, uma sabedoria diferenciada no meio. O nosso segmento e as pessoas do meio não acompanhavam essa generalidade, fora que sempre foi um lutador fora de série. Hoje muito mais do que um professor de JJ vc é empresário de $Uce$$o que tem possui uma marca valiosa conhecida no mundo todo e vive muito bem fazendo o que ama. Parabéns pelo seu texto é muito claro e mostra como uma empresa deva atender seus clientes. E sempre tive vontade de pedir desculpas pessoalmente e dizer que suas palavras para um jovem sem maturidade foram perfeitas e não compreeendidas, talvez se tivesse seguido seus conselhos poderia está vivendo muito bem de algo tão apaixonante, enriquecedor e mágico que é o JJ. DESCULPAS caro Mestre uma honra de ter sido seu aluno por muitos meses. Fico muito feliz pelo seu $uce$$o e visão de Mercado. Abs OSS

    Resposta
    • 2 de janeiro de 2017 em 03:05
      Permalink

      Ricardinho,
      obrigado por seu comentario, feliz em saber que se tornou um faixa preta e seguiu no JJ
      talvez com 18 anos não tenha sabido encontrar as melhores palavras para te dizer o que acreditava ser o melhor para você, não ha do que se desculpar, obrigado por seu comentário
      forte abraço e sucesso pra vc!
      FG

      Resposta
      • 3 de janeiro de 2017 em 18:16
        Permalink

        Fabio Gurgel Mestre e um dos maiores da história do JJ, as desculpas foi ter saído da academia e ter me afastado da amizade que tínhamos. Na minha mensagem anterior leia-se genialidade não generalidade. Sua forma de empreender e business são perfeitas, o tratamento ao cliente(aluno) e entendimento de cada um deles fazem a diferença. Não vivo do JJ, mas continuo “respirando ele”, sou Faixa Preta de outro mito e lenda Sylvio Behring seu amigo e sou feliz por ter vivido uma época áurea do JJ, ver o crescimento e aprendido JJ e valores tão especiais com caras como vc. Obrigado por tudo e suas palavras foram certas naquele momento e eu poderia ter investido no JJ. Grande abraço OSS

        Resposta
  • 2 de janeiro de 2017 em 08:14
    Permalink

    Grande mestre sabe muito tenho todos os seus livros grande abraço

    Resposta
  • 11 de abril de 2017 em 22:54
    Permalink

    Grande Mestre Fábio Gurgel
    Em 2000 treinei com você e os 2 anos que estivemos juntos foram anos muito produtivo e hoje como faixa preta procuro seguir tudo que aprendi não só como professor mas também como gestor; ; hoje quando eu tenho alguma dificuldade nos negócios eu penso:Como o Fábio iria resolver isso? Obrigado por tudo e continue sendo essa pessoa fantástica.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *